Quatro artistas da terra protagonizam uma nova incursão da arte goiana no exterior a partir deste sábado (25/11). Bruno Bernardi, Evandro Soares, G. Fogaça e Pitágoras Lopes assinam a mostra “Lugar Não Lugar”, que o Museu de Arte Contemporânea de Caracas (MACC), na Venezuela, sedia até 25 de fevereiro de 2018.

A exposição tem 38 obras de formatos e técnicas variadas, incluindo fotografias (Berandi), pinturas (Lopes e Fogaça) e escultura instalativa (Soares). A curadoria é da venezuelana Morella Jurado e a produção da também goiana Malu da Cunha. A comitiva goiana já está em Caracas para acompanhar a montagem e a abertura da mostra.

PITÁGORAS LOPES – Sem título

“O MACC é a mais importante instituição do gênero na Venezuela e uma das mais conceituadas da América Latina por seu acervo de arte moderna e contemporânea”, afirma Malu. Ela explica que “Lugar Não Lugar” foi selecionada pelo Conselho da Fundação dos Museus Nacionais da Venezuela e integra a programação da II Bienal del Sur.

Os artistas
Bruno Bernardi, 42 anos, é natural de Goiânia (GO). Frequentou cursos livres da School of Visual Arts (SVA) em Nova York e especializou-se em Comunicação e Arte pelo Senac em 2005. Publicou o livro Da Cor: 30 fotografias. Participou de exposições individuais e coletivas em São Paulo, Goiânia, Curitiba, Brasília, Rio de Janeiro e outras capitais.

Pitágoras Lopes nasceu, vive e trabalha em Goiânia (GO). Tem 53 anos. Autodidata, participou de mostras individuais e coletivas nos Estados Unidos, Espanha e Chile; e ainda São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Goiânia e outras capitais brasileiras.

Também autodidata, Gerson Fogaça nasceu na Cidade de Goiás. Tem 51 anos. “Lugar Não Lugar” é sua quarta exposição internacional apenas este ano – passou por Bélgica, Cuba e Chile. Seu currículo registra individuais e coletivas na França, Espanha, Cuba, Argentina e Alemanha, além de cidades brasileiras como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Goiânia.

Evandro Soares é o único artista do quarteto que não é natural de Goiás. Nasceu em Mundo Novo, na Bahia. Aos 41 anos, porém, mora em Goiânia, onde desenvolve seu trabalho em escultura, desenho e instalação. Já teve sua obra exposta em Portugal, Espanha e Inglaterra e, no Brasil, em Salvador, Fortaleza, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia e outras cidades.

Apoio
O projeto foi contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura de Goiás e conta com incentivo da Lei Goyazes. Tem apoio institucional da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte (Seduce) e do Governo de Goiás.

[RESUMO]
Exposição “Lugar Não Lugar”
Período: de 25 de novembro de 2017 até 25 de fevereiro de 2018
Local: Museu de Arte Contemporânea de Caracas (Venezuela)
Entrada franca
Site oficial:
 http://mac.fmn.gob.ve/

Mais imagens dos artistas e das obras: http://bit.ly/2iB6qpw

Deixe seu Comentário