O Dia Nacional do Doador de Sangue comemorado no dia 25 de novembro, busca homenagear todas as pessoas que separam um tempo em sua rotina para ser um doador voluntário. Além de conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue e aumentar os estoques, principalmente, para as festas de fim de ano, período de férias e proximidade do carnaval.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que três milhões de brasileiros sejam doadores regulares, ou seja, 1,9% da população. O farmacêutico e coordenador acadêmico da Faculdade Estácio, Edson Sidião, conta que o ideal seriam quatro milhões para impedir faltas pontuais nos estoques.

“Uma única bolsa de sangue doada pode salvar a vida de quatro pessoas, já que o sangue é fracionado em componentes sanguíneos (hemácias, plasma, plaquetas e crioprecipitado), além de socorrer até 10 crianças, pois uma bolsa de sangue é dividida de acordo com a necessidade do paciente”, comenta Sidião.

Mas existem normas nacionais e internacionais para a triagem de pessoas aptas a doar sangue, sendo que órgãos como o Ministério da Saúde e a Associação Americana de Bancos de Sangue são responsáveis por esse controle. “O alto rigor no cumprimento dessas normas garante a saúde das pessoas que receberão o sangue, uma vez que ele não pode estar contaminado com outras doenças”, afirma o coordenador acadêmico da Estácio.

Conheça os critérios para ser um doador:

– Estar em boas condições de saúde;

– Ter entre 16 e 69 anos (pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado sangue alguma vez antes dessa idade);

– Pesar no mínimo 50kg;

– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);

– Estar alimentado, mas evite alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação. Caso seja após o almoço, aguardar duas horas;

– Apresentar documento original com foto, que permita o reconhecimento do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Deixe seu Comentário