No versátil Festival Italiano de Nova Veneza, que ocorrerá de 6 a 9 de junho, na Praça Matriz da cidade, com o melhor da gastronomia, dança, música, fotografia, literatura e teatro da Itália, haverá atrações também para amantes da sétima arte, e do cinema itálico. É que, pelo segundo ano consecutivo, a Embaixada Italiana do Brasil – apoiadora oficial do evento – vai ceder quatro longas-metragens contemporâneos, com legendas em portugûes, para serem exibidos no Centro Cultural Pedro Peixoto. As sessões estão marcadas para sábado, 8, e domingo, 9. A entrada é gratuita. Nos dois dias da mostra de cinema, os visitantes poderão assistir filmes que retratam o cotidiano das famílias na Itália, como na produção Gente di Roma, e fatos que marcaram a vida de de personalidades daquele país, a exemplo da película Puccini e la Fanciulla. São  narrativas que misturam drama, romance e comédia.

 

Chefe do departamento político e cultural da Embaixada da Itália no Brasil, Alessandra Crimi explica que a iniciativa da representação diplomática, junto com o Festival Italiano de Nova Veneza, é de promover, no exterior, a produção e as qualidades do setor cinematográfico italiano. “A Itália tem um papel muito importante no desenvolvimento das produções cinematográficas de qualidade porque os profissionais italianos no mundo do cinema são os mais conhecidos e procurados no mundo. Por exemplo, a Itália é o país que ganhou o maior número de Oscars pela categoria melhor filme em língua estrangeira. E nesse meio, temos destaques muito relevantes. Podemos lembrar o cenógrafo Dante Ferretti, que trabalhou nove vezes com Martin Scorsese, e venceu três prêmios Oscar, um deles com o filme A invenção de  Hugo Cabret. No campo dos figurinistas, temos outro exemplo, o de Milena Canonero, que venceu quatro Oscars, e com filmes épicos como Momentos de Glória e Grande Hotel Budapeste”, comenta.

 

Alessandra Crimi acrescenta que a Itália possui ainda o Cinesite, considerado o maior centro cinematográfico europeu, que é tido como o fulcro da indústria cinematográfica europeia e mundial para a realização de grandes filmes. “Por exemplo, Games of New York, de Martin Scorsese, foi gravado inteiramente nos estúdios de Cinesite, em Roma. Uma outra curiosidade: uma das espadas que foram utilizadas no seriado Games of Thrones foi confeccionada por uma artesã em Roma. Isso mostra o quanto é importante a Itália no panorama do cinema mundial. A própria expressão sétima arte, que geralmente utilizamos para falar de cinema, foi na verdade inventada por um poeta e crítico cinematográfico italiano, o Ricciotto Canudo”, pontua Crimi.

 

A representante da Embaixada da Itália informa ainda que, depois de Nova Veneza, a mostra de cinema chegará também a Goiânia, em junho; Manaus (AM), em julho; e Belém (PA), em agosto.

 

Os filmes da mostra

Em Gente di Roma, o diretor Ettore Scola reúne como protagonistas homens e mulheres, crianças e adultos, jovens e velhos, pobres e ricos, anônimos e figuras públicas, como Nanni Moretti, Vittorio Foà e Stefania Sandrelli. Misturando histórias que se alternam entre documentário e ficção, o filme aborda o cotidiano dos personagens de diferentes perfis para que o espectador consiga entender o modo de vida em Roma, capital da Itália. “Esse filme de Ettore Scola, que é um dos diretores mais famosos no panorama italiano, pode ser considerado uma séries de episódios em torno de Roma. É uma homenagem que o diretor faz aos habitantes dessa Roma moderna, onde o filme é gravado”, comenta Alessandra Crimi. Na produção, o público especialmente de Nova Veneza poderá se encontrar com sua própria história, já que Gente di Roma evidencia a trajetória também de imigrantes e ex-imigrantes em suas passagem pelo território romano.

Assista o trailer do filme.

 

No título Puccini e la Fanciulla (Puccini e a garota), Paolo Benvenuti, diretor do filme, lança luz sobre parte da biografia do famoso compositor de óperas italiano ao tornar público cartas e documentos que supõem que o artista poderia ter uma segunda descendente viva. A história, que é cercada de infidelidade e vingança, rendeu polêmica no lançamento do filme e foi repudiada, na época, por Simonetta Puccini, até então a única herdeira viva e conhecida de Giacomo Puccini. Isto porque Paolo Benvenuti disse que descobriu documentos que revelam um provável caso extraconjugal de Puccini com Giulia Manfredi. Ela era prima de Doria Manfredi, a jovem empregada da casa de Puccini que se matou após depois de ser acusada por Elvira, esposa do artista, de ter mantido um caso com o compositor.

Assista o trailer aqui.

 

Já o roteiro de Il Primo Incarico (O primeiro cargo), de Giorgia Cerere, apresenta a história de uma jovem que sai de casa em busca de trabalho e encontra a oportunidade para atuar como professora em uma pequena e isolada vila italiana. Apesar das expectativas boas, ela encontra um caminho difícil de percorrer, devido à hostilidade de seus alunos. Diante desse drama, ela tem de administrar também a saudade que sente de casa.

Confira o trailer.

 

Quem assistir o filme La Kryptonite Nella Borsa (A Kryptonita na bolsa), do diretor Ivan Cotroneo, vai se emocionar com a história do garoto Peppino. Ainda bem pequeno, ele é levado para morar com seus tios para superar o trauma de ver a mãe entrar em depressão. Quando seu primo, Gennaro, morre em um acidente de trânsito, Peppino acaba fazendo do universo dos super-heróis o seu próprio mundo, para conseguir encarar os percalços da vida real. “O filme foi todo gravado em Nápoles e mostra cenas incríveis que revelam a beleza da cidade”, adianta Alessandra.

Clique e assista o trailer.

 

Sobre o 15º Festival Italiano de Nova Veneza

O Festival Italiano de Nova Veneza já faz parte do calendário cultural do Estado de Goiás. Este ano, a 15ª edição do evento será realizada de 6 a 9 de junho na cidade de Nova Veneza, a 29 quilômetros de Goiânia. O município foi formado a partir da ocupação dos italianos no Brasil e, por isso, é considerado um pedaço da Itália no coração de Goiás. Toda a cidade envolve-se com a programação, que a cada ano reforça a identidade cultural dos moradores. No evento, a população local, da qual 60% é de descendentes de italianos, oferece ao público um cardápio recheado de gastronomia italiana, além de música, dança, esporte e artesanato típicos. Os organizadores do evento estimam que mais de 100 mil visitantes da Região Centro-Oeste do Brasil devem participar dos quatro dias de festa.

 

TOME NOTA

Confira a programação de Mostra de Cinema no Festival Italiano de Nova Veneza

 

8 DE JUNHO | SÁBADO

 

13h – Gente di Roma – Centro Cultural Pedro Peixoto

Lançamento: 2003
Diretor: Ettore Scola
Duração: 89 minutos

Gênero: comédia, drama

 

17h – Puccini e la Fanciulla – Centro Cultural Pedro Peixoto

 

Lançamento: 2008
Diretor: Paolo Benvenuti
Duração: 84 minutos

Gênero: drama

 

9 DE JUNHO | DOMINGO

 

13h – Il Primo Incarico – Centro Cultural Pedro Peixoto

 

Lançamento: 2010

Diretor: Giorgia Cerere
Duração: 90 minutos

Gênero: drama

 

17h – La Kryptonite Nella Borsa – Centro Cultural Pedro Peixoto

 

Lançamento: 2011

Diretor: Ivan Cotroneo
Duração: 110 minutos

Gênero: comédia, drama