Cerca de 135 mil pessoas vivem com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV, sigla em inglês) no Brasil e não sabem. O Dezembro Vermelho é uma campanha mundial que busca conscientizar a população para a prevenção do vírus que ataca o sistema imunológico, e em Goiânia, iniciativas dentro de empresas têm sido tomadas para diminuir esses números. É o caso da MRV, que no próximo sábado (14) integra o tema a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT), que marca o fim do ano dos colaboradores com informação.

Em Goiás, segundo dados do Boletim Epidemiológico HIV/Aids de 2019, foram notificados 9.068 casos da doença entre 2007 e 2018 em pessoas com mais de 13 anos. Os dados do Ministério da Saúde ainda apontam que, apesar de o número continuar elevado, o Brasil conseguiu evitar a morte de 2,5 mil pessoas, entre 2014 e 2018, pela Aids, quando a pessoa desenvolve a doença.

O evento da MRV será feito em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi).  De acordo com a técnica em Segurança do Trabalho, Luciene Alves, o objetivo é orientar os trabalhadores sobre a importância da prevenção de uma maneira mais leve. “Esse método já foi adotado em anos anteriores e percebemos um envolvimento maior dos participantes porque é um assunto sério, mas as informações são transmitidas de maneira mais leve e interessante”, destaca a técnica.

De acordo com a produtora cultural da companhia de teatro Carlos Moreira, Pércia Ribeiro, o objetivo do teatro é promover um momento descontraído com os colaboradores. “Geralmente, as palestras têm menos interações e usando o teatro como ferramenta, proporcionamos um momento de descontração e alertamos para uma situação que exige muito cuidado”, destaca a produtora.

Ações de segurança na obra 

O teatro sobre a importância da prevenção contra o HIV não é o único momento de preocupação com a saúde nas obras. Luciene destaca que o trabalho de prevenção de acidentes de trabalho na MRV é levado tratado diariamente. “Cada obra tem até dois técnicos de segurança que monitoram a forma como os trabalhadores estão fazendo suas atividades e se estão utilizando os EPIs [equipamento de proteção individual] corretamente”, explica.

A construtora conta também com um centro de treinamento responsável por passar todas as informações de segurança para os trabalhadores que participam da obra. “Temos turmas todos os dias e todos que vão trabalhar nas construções devem participar, seja celetista ou terceirizado”, explica a técnica de segurança do trabalho que ainda ressalta que os treinamentos são padronizados por função.

Serviço

Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat) na MRV
Data: 14 de dezembro, a partir das 7 horas
Local: Sesi de Aparecida de Goiânia (Rua Pirineus, Residencial Village Garavelo, Aparecida de Goiânia-GO)