Dezembro chegou e as luzes do Natal já iluminam Goiânia. De várias cores e em diversos lugares, elas não só enfeitam a cidade como realçam ainda mais o espírito de fraternidade típico desta época. Neste ano uma iluminação em especial tem chamado a atenção dos goianienses. Desde o dia 29 de novembro, uma árvore de 65 metros de altura, feita com 180 metros de fita de led e 55 metros de perfil metálico 40×20 – para a estrela -, enfeita o Kingdom Park Residence – maior edifício residencial da região Centro-norte do Brasil, com seus 175,09 metros de altura. O empreendimento da Sim Engenharia e da MA Incorporadora está sendo construído nas proximidades do Parque Vaca Brava.

O símbolo natalino que brilha nas cores verde e branco foi instalado a 108 metros de altura e pode ser visto, não só de sua vizinhança, mas de diversos pontos da Capital, mesmo a quilômetros de distância. O engenheiro responsável pela obra do Kingdom – que tem previsão de entrega para dezembro de 2019 –, Hugo Alexandre Araújo, conta que a elevada altura da torre possibilitou a montagem de uma árvore tão grande e instalada em um nível tão alto. Ele explica que para a execução do projeto foi necessário o trabalho de cinco colaboradores, entre estagiário, carpinteiros e outros operários, que levaram quatro dias para realizar a tarefa.

“Foi um grande, mas um bom desafio. Projetamos a árvore, com uma estrela no topo, nas maiores dimensões possíveis, considerando a proporcionalidade da altura e da largura da edificação, que é de 20 metros na nossa fachada frontal. Ao final foi muito bom o resultado”, ressalta o engenheiro.

Mas não foi só a equipe que montou a árvore que ficou satisfeita com o resultado. Conforme menciona Hugo Alexandre, são muitos os relatos e posts de internautas nas redes sociais, mostrando fotos do símbolo natalino instalado no Kingdom. “Muita gente diz que está vendo a árvore de vários pontos da cidade e que tem achado muito bonita”, relata o engenheiro. Hugo Alexandre afirma ainda que a beleza da enorme árvore de natal instalada nas alturas poderá ser admirada até a primeira semana de janeiro, quando está prevista a sua desmontagem.