Você é daqueles que sempre levam a sério tudo o que acontece no ambiente de trabalho e acha que uma risada é sinal de falta de tarefa? É melhor reavaliar esse pensamento. Isso porque os cientistas John Kounis, da Universidade de Drexel, e Mark Beeman, da Universidade Northwestern, ambos nos Estados Unidos, fizeram um teste para ver se o riso ajudava a resolver testes de lógica. O resultado mostrou que uma gargalhada aumentava em até 20% a taxa de resolução dos testes.

Além de contribuir para o bom rendimento da equipe de trabalho, dar boas gargalhadas também traz grandes benefícios para a saúde. Segundo pesquisa da Universidade de Oxford, ao rir a pessoa libera endorfina, responsável por aliviar em até 10% as dores. Diante de tantos benefícios para o relacionamento e a saúde, o riso ganhou um dia para ser comemorado em todo o mundo: o 18 de janeiro.

Levar o bom humor para o trabalho é uma atividade que tem sido adotada por líderes de grupo para aumentar a produtividade. A coordenadora de relacionamento com cliente da Consciente Construtora, Eda Janina Dias, afirma que leva o bom humor para a equipe para deixar a rotina de trabalho mais leve. “Como ser humano, tem dias que chegamos com problemas. Quando vejo que algum colaborador está mais triste, faço logo uma piada para descontrair e deixar a pessoa mais animada. Quando eu estou com problema, tento separar o lado profissional do pessoal e manter o bom humor como em qualquer outro dia”, destaca Eda.

Apesar das tentativas para animar os colaboradores, a coordenadora de relacionamento destaca que os momentos de descontração são ponderados e prezam pelo respeito pela situação que o colega está vivendo. Essa interação entre a equipe de trabalho composta por cinco pessoas contribui para o atendimento ao cliente. “Em algumas situações, o cliente chega nervoso com algum problema e, quando fazemos um atendimento mais humanizado e mais leve, quase sempre conseguimos reverter a situação”, ressalta a coordenadora.

Para a supervisora de desenvolvimento humano e organizacional da Consciente Construtora, Kênnya Soares, o bom humor dos colaboradores contribui para melhorar o ambiente de trabalho, fortalecer a união dos trabalhadores, reduzir o estresse e aumentar a criatividade e a produtividade. “A medição do clima organizacional é um dos norteadores para a definição das nossas ações estratégicas. Para promover essa integração e incentivar a leveza nas tratativas entre os trabalhadores, fazemos encontros bimestrais que incentivam a reflexão sobre temas em tendência no mercado corporativo através de plataformas online, como por exemplo o kahoot, que se trata de uma plataforma de aprendizado baseada em jogos, entre outras técnicas de grupo, testes de comportamento online, assim como enquetes em nosso portal para incentivar a iniciativa dos trabalhadores, entre outras ações”, destaca Kênnya.

Essas ações têm sido convertidas em bons números para a empresa. De acordo com o relatório da Great Place To Work (GPTW, Melhores Empresas para se Trabalhar, em português), o quesito camaradagem, que avalia se o lugar é descontraído para se trabalhar, recebeu nota 96, ou seja, 96% das pessoas que participaram da pesquisa deram nota 4 ou 5 para a empresa. “Como a pesquisa teve um cunho sigiloso, foi analisada apenas pela empresa contratada e é específica para avaliar o índice de satisfação dos colaboradores com a organização, a certificação já é o principal medidor a respeito do clima organizacional”, destaca Kênnya.

Riso na obra

A alegria e o sorriso não ficam restritas apenas ao escritório, mas também invadem as obras. O carpinteiro Adilton Ramos do Bonfim, 45 anos, disse que sempre usou seu jeito descontraído para animar o canteiro de obras. “Sempre chego alegre, cantando sertanejo e as músicas que estão nas paradas, menos a Caneta Azul. Aqui, ninguém me viu triste”, diz o colaborador que o seu jeito foi uma decisão que tomou de sempre ser alegre.

Outro trabalhador da construção civil que leva muita alegria por onde passa é o encanador Francisco José da Silva, 64 anos. Ela afirma que todos o anunciam quando ele chega ao canteiro de obras. “Quando apareço na porta, todos já gritam ‘olha o Chico, olha o Chico’. O meu jeito extrovertido anima os outros e isso me motiva como uma criança”, destaca o trabalhador. O ajudante de encanador, Leandro Pereira de Souza, reconhece que o amigo leva muita alegria para a obra. “Todos gostam dele porque o tempo todo está contando piada ou uma história que faz todos rirem”, concorda.