Uma pesquisa realizada pela Buildings, que monitora principalmente escritórios corporativos, afirma que 80% das empresas de São Paulo  acreditam que a partir de agora terão escritórios menores, um reflexo do sucesso do home office imposto pela pandemia do novo coronavírus. A mudança reflete diretamente no mercado imobiliário residencial, já que as moradias devem absorver esse ambiente levando a um cenário onde os escritórios ficarão menores e as casas maiores.

Dentro dessa perspectiva, a tendência é aumentar a procura por casas e condomínios horizontais. É no que acredita o gerente de vendas do Aldeia do Vale Lado Alto, Rafael Bastos, que participará de um meeting digital nesta quarta-feira, 10 de junho, às 16h, ao lado do diretor da Tropical Urbanismo, Paulo Roberto da Costa,  no canal do youtube do residencial. Segundo ele, houve um aumento no interesse por lotes durante o período de pandemia e isso despertou a necessidade de uma nova apresentação do empreendimento.

Bastos explica que a necessidade de ficar em casa, imposto pelo isolamento social, despertou um novo olhar para os condomínios horizontais. “As pessoas que estão passando muito tempo dentro de casa estão sentindo falta da varanda para o respiro, e claro, do escritório que atenda todas as necessidades de trabalho”, detalha. Segundo o gerente de vendas, outro fator que conta ponto a favor das casas, está o desgaste do confinamento, que despertou para a necessidade de mais espaço de qualidade.

Esse movimento também foi percebido por Anderson Gonçalves, gestor da Brain Inteligência Imobiliária no Centro-Oeste, empresa que realiza pesquisas periódicas do comportamento do consumidor de imóveis e empresas. Segundo ele, já está em curso uma pesquisa que vai avaliar o comportamento específico das negociações dos condomínios horizontais. “Nas conversas com empresários já percebemos que esse é um mercado que está se sobressaindo no período de quarentena em Goiás” antecipa.

Aldeia do Vale – Lado Alto possui 141 terrenos com vista privilegiada, além da qualidade e tradição do Aldeia do Vale.  Nesta última etapa, o condomínio horizontal concluirá o projeto original que previu 1.100 lotes. O Valor Geral de Vendas (VGV) estimado é de R$ 200 milhões.  Com previsão de conclusão do projeto para 2022, a infraestrutura da quinta etapa do condomínio ainda ganhará mais dois parques e dois lagos, que, somados aos 16 existentes, resultarão em 18. O projeto contempla o Parque das Aves e o Parque dos Macacos, onde será criada toda uma ambientação para que os animais e pássaros existentes possam ter um habitat natural no local.