O ano de 2020 impactou diversas áreas da nossa vida, incluindo até a forma como nos relacionamos. Com as restrições da COVID-19 e medidas de distanciamento social, os encontros presenciais diminuíram enquanto os virtuais atingiam patamares nunca antes alcançados.
No entanto, o período de isolamento não impediu que as pessoas procurassem por uma nova conexão. Um dos mais utilizados aplicativos de relacionamento viu mais de 2 bilhões de conexões acontecerem e quase 3 bilhões de primeiros chats no aplicativo em todo o mundo em 2020, provando que é possível conhecer novas pessoas e até iniciar um novo relacionamento no meio de uma pandemia global.
Uma análise a partir de dados globais de aplicativos de relacionamento mostram as tendências de relacionamentos do aplicativo para 2021.
Webdate: com certeza, esse foi o ano da chamada de vídeo. A ferramenta que promoveu conexões mais íntimas e seguras do conforto de casa continuará forte ano que vem.
Sexting: considerado um tabu antes, a relação entre sexo e tecnologia intensificou este ano e com isso gerou mudanças na ordem e quantidade de interações sexuais antes de um encontro na vida real.
DMs mais profundas: com restrições mudando diariamente acompanhadas de incertezas sobre o futuro, muitas pessoas se viram diante uma nova oportunidade quando o assunto é se relacionar. Se antes era necessária apenas uma conversa breve por mensagem para marcar um encontro e então duas pessoas se conhecerem melhor, agora os solteiros estão aproveitando o tempo para terem conversas mais profundas com suas conexões mesmo sem a previsão de um encontro ao vivo.
Desacelerar a paquera: a ausência de encontro na vida real colocou uma ênfase no momento pré encontro. Com isso, a fase da paquera e da conquista online se tornou ainda mais importante e duradoura.
Dates mais longos: houve uma mudança nos hábitos de encontros em relação à duração e planejamento dos mesmos. A tendência é que agora os encontros sejam marcados com bastante antecedência, seguindo as novas medidas de segurança e com mais tempo para planejar atividades que não coloquem em risco o casal.
Foco em mim: a maioria das pessoas têm usado mais tempo para refletir sobre si mesmo focando em suas próprias necessidades e desejos mais profundos. A partir disso, surge um novo tipo de solteiro, alguém mais autoconsciente, com uma nova visão e mais aberto a conhecer novas pessoas. Afinal, saber o que você está procurando e quem você é são fatores importantes para criar uma conexão sincera com alguém.
Este ano tem sido completamente imprevisível no mundo dos relacionamentos. As pessoas tiveram que inventar novas formas para se relacionar e também criar novas oportunidades para isso acontecer. E mesmo com todos os desafios, fomos inspirados pela maneira como nossos usuários continuaram a se conectar uns com os outros em 2020.