A UXart, startup focada na criação de experiências de arte inovadoras e intervenção urbana com tecnologia, está lançando um aplicativo mobile, hospedado na nuvem pública da IBM, que permite aos usuários desfrutar de conteúdos em realidade aumentada por meio de canais interativos. Dadas as restrições de segurança para visitar museus e exposições durante a pandemia global, com o UXart os usuários poderão redescobrir a arte de suas próprias casas e acessar mais de 50 experiências e obras de arte digitalizadas de renomados artistas cinéticos.

Este museu totalmente digital hospedado na nuvem está disponível para download gratuito no iOS e Android, em inglês e espanhol. Por rodar na nuvem pública da IBM, a UXart pode crescer de acordo com a demanda e garantir a qualidade das obras, e desta forma a arte chega às mãos dos usuários onde quer que estejam.

O aplicativo oferece ao usuário a possibilidade de ser seu próprio curador e criar uma experiência única e pessoal explorando as diferentes opções de exibição e interação:

• Conteúdos 3D e 360º: A plataforma oferece uma amostra de 16 artistas consagrados da arte da Argentina, França, Itália e Paraguai, que inclui obras recriadas digitalmente. Por exemplo, a conceituada obra de Marta Minujín intitulada “Pagamento da dívida externa” (1985), reconstruída em 3D, onde a artista conhece Andy Warhol; e também uma das primeiras obras de arte criadas por computador: uma colaboração entre Miguel Ángel Vidal e computadores IBM em 1969.

• Experiência de realidade aumentada e geolocalização*: O usuário pode desfrutar de um mapa 3D e explorar diferentes experiências por meio de um avatar de astronauta, diretamente de casa ou no mesmo local físico do mapa. Conforme os usuários selecionam suas próprias experiências, eles podem escolher:
– visitar a Isla El Descanso, o primeiro parque botânico-cultural e campus experimental de arte e tecnologia do Delta da Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA). Aqui você pode ver vídeos de 360 graus do florescimento do parque antes da primavera e obras de arte em 3D em seus jardins.
– explorar o UXart Lab, com portais de realidade aumentada interativos com uma mistura de artistas cinéticos como Eduardo Mac Entyre, entre outros. Além disso, os usuários podem acessar informações em tempo real sobre artistas, museus próximos, transporte e muito mais. Esta experiência pode ser feita totalmente remota e também está geolocalizada em 18 cidades*.

• Scanner interativo: Os usuários poderão interagir com diferentes tipos de gráficos, códigos ou objetos, por meio de vídeos, elementos 3D ou navegação na web em realidade aumentada. Por exemplo, nesta primeira etapa, os usuários poderão escanear códigos QR com realidade aumentada do site da UXart, que os levará a conteúdos com curadoria dos artistas e suas obras como vídeos, biografias, entre outros. Mais recursos serão adicionados em breve para agregar mais valor à experiência, para aproveitar o potencial desta nova tecnologia de código QR de realidade aumentada.

Fabrizio Carbone, Gerente de IBM Cloud & Data da IBM Argentina, comentou: “A nuvem pública da IBM permite que os clientes desenvolvam experiências inovadoras e únicas de forma rápida e em escala, ou seja, com uma plataforma capaz de se expandir para atender à demanda. A UXart veio até nós com uma ideia espetacular e trabalhamos juntos para concretizá-la, aproveitando os benefícios da nuvem para criar um conceito completamente diferente de interação com a arte e o espaço público”. E acrescentou: “O potencial da nuvem é enorme e nossos clientes a usam para tudo, desde serviços financeiros a soluções de e-commerce, e até mesmo para criar experiências inesquecíveis como esta.”

Atualmente, o aplicativo oferece acesso a mais de 50 experiências com obras de artistas que colaboram com a UXart, e em breve agregará mais peças e artistas. “Buscamos ‘resgatar’ a arte que estava guardada nos museus devido à pandemia e oferecer ao público uma experiência segura e envolvente, totalmente pensada e co-criada com o artista e nossa equipe. A nuvem pública da IBM nos permite colocar a arte nas mãos dos usuários em uma escala nunca vista antes. Agora as pessoas podem curtir as peças em suas casas ou em qualquer lugar, da mesma forma que fazemos hoje com a música”, comentou Andrés Felipe Durán, CEO da UXart.

A equipe UXart formada por programadores, designers e a curadora María José Herrera, uma prestigiosa historiadora da arte argentina, trabalhou ao lado dos artistas para garantir que as encenações mantivessem seu significado artístico original.

Dar vida à arte na nuvem pública
A UXart escolheu a IBM porque precisava da confiabilidade, elasticidade e segurança da informação que a nuvem pública da IBM oferece, fornecendo a capacidade de acompanhar o crescimento da plataforma para garantir que o conteúdo chegue a milhares de pessoas. Desde abril de 2020, a UXart faz parte do programa ‘Startup with IBM’, que oferece acesso a créditos gratuitos na nuvem, além de suporte comercial e técnico da empresa. Como parte desse programa, as startups que precisarem podem solicitar o apoio de equipes de profissionais para ajudá-las a desenvolver e iniciar seu projeto.

Durante a COVID-19, as exposições de arte presencial foram suspensas e a possibilidade de usufruir dessas experiências artísticas foi restringida. A UXart e IBM trabalharam juntas para ciar um museu de arte na nuvem, com a agilidade e flexibilidade de uma plataforma que simplifica o gerenciamento de peças contendo imagens e gráficos em alta resolução. Por trás do aplicativo UXart, a nuvem pública da IBM, aberta e segura, mantém as peças acessíveis e seguras para que possam interagir a qualquer hora e em qualquer lugar. Desta forma, uma experiência única é lançada para fornecer aos usuários um formato revolucionário para acessar a arte e o espaço público de seu smartphone.