De acordo com estudo realizado pela consultora Deloitte, no ano de 2040, 40% das compras de imóveis poderão ser realizadas integralmente pela Internet. Esse número deverá crescer ainda mais com a pandemia ocasionada pelo coronavírus, uma vez que as pessoas estão sendo orientadas a sair de casa o menos possível.

Para não prejudicar famílias que ganham até R$ 3.117 de conseguir a casa própria, a Vila Brasil Engenharia está disponibilizando um aplicativo para que o público possa, sem sair de casa, fazer a inscrição para adquirir uma unidade da última etapa do Residencial Porto Dourado, empreendimento contemplado com os programas de incentivo do Governo Estadual, pela Agehab, e do Governo Federal, pelo Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Até o dia 21 de março a inscrição para a aquisição do Residencial Porto Dourado, pode ser feita através do aplicativo que é o primeiro do Brasil a oferecer esse tipo de serviço.

Pelo aplicativo, por exemplo, é possível ter todas as informações do empreendimento, como fotos, dados técnicos, tour virtual e o mais interessante: fazer simulações com as condições de pagamento real. “É uma simulação personalizada, onde a pessoa preenche seu cadastro como dados pessoais, renda e número de dependentes, tendo a possibilidade de chegar no melhor cenário de valor de entrada e parcelas”, explica o supervisor de marketing da Vila Brasil Engenharia, Vitor Zago Marques.  Pelo aplicativo, as famílias dão informações financeiras para que seja avaliada a concessão do abatimento que pode chegar a R$ 38,2 mil no valor do imóvel – somando os subsídios do governo estadual e federal.

Baseado na tendência de digitalização no processo de compra, Vitor explica que o objetivo do app é proporcionar mais comodidade para o cliente, para que tenha oportunidade de conhecer todo o empreendimento pelo celular. “Estamos passando por um processo de tecnológico muito grande na Vila Brasil, e o aplicativo é o resultado desse trabalho que não para por aqui. Desde que lançamos o aplicativo, somente umas cinco pessoas preferiram ir pessoalmente ao Ponto de Atendimento, onde é possível ver o decorado.  A aceitação das pessoas está superando nossas expectativas, e a adesão deve aumentar nesse momento que vivemos”, diz.

Zago explica que o segundo passo após fazer a inscrição pelo aplicativo é levar os documentos exigidos no Ponto de Atendimento do Residencial Porto Dourado, localizado na Avenida Rio Verde, Nº 2406, Parque Amazônia, em frente ao terminal Cruzeiro do Sul, ao lado do Buriti Shopping, mas essa etapa será feita ou de forma virtual, via WhatsApp, ou agendada de forma a evitar aglomeração de pessoas. “É importante destacar que o fato de fazer a inscrição não garante a compra do apartamento. Como número de pessoas que estão à procura por apartamentos é maior que a quantidade de imóveis disponíveis, será feito um sorteio com as pessoas que se enquadrarem no critério de compra”, frisa Vitor.

Residencial Porto Dourado

Com localização privilegiada na região Sudoeste de Goiânia, saída para Aragoiânia, próximo ao Shopping Portal Sul, no Bairro Porto Dourado, o residencial terá apartamentos de com dois quartos, banheiro, sala de jantar e TV conjugadas, cozinha, área de serviço e uma vaga de garagem. Piscina, campo gramado, academia, churrasqueiras, salão de festas, sauna, brinquedoteca e área de convivência são alguns dos atrativos de lazer que os moradores contarão no térreo.  O residencial de interesse social está sendo construído em Goiânia com padrão de condomínio-clube com lazer completo. Ao todo são 416 apartamentos.

A primeira etapa do empreendimento já foi entregue em 2019. Mesmo sendo um residencial de interesse social, a qualidade da obra e acabamento da primeira etapa do Porto Dourado, entregue em 2019, chamou a atenção da população e de autoridades que incluem a direção nacional da Caixa Econômica Federal. A primeira etapa do empreendimento foi entregue com seis meses de antecedência, o que significaram seis meses a menos de pagamento de aluguel para muitas famílias.