Uma das datas mais importantes para o comércio, o Dia das Mães, está chegando e até 12 de maio, promete movimentar o comércio varejista e eletrônico. Dados do Google apontam que em 2018, as vendas para a data tiveram o melhor desempenho em cinco anos, e em 2019, o consumidor promete ir novamente às compras. Isto porque, a cada 10 pessoas ouvidas na pesquisa deste ano, pelo menos seis afirmaram que vão presentear, e 70% devem gastar até R$200,00. Reforçando otimismo, aproximadamente 45% dos pesquisados disseram que pretendem gastar mais em 2019.
Não por acaso, a data é considerada a segunda mais importante para o comércio, justamente porque muitos consumidores não medem esforços para agradar suas mães. Logo, quem precisa economizar deve se prevenir para não agir com emoção. A Gerente de Desenvolvimento de Negócios do Sicredi, Thalita Gouveia Guimarães, explica que além de se informar para evitar fraudes ou golpes na hora das compras, deve-se também focar em táticas para realizar suas compras de maneira racional.
“É preciso cautela, principalmente nas transações parceladas e de alto valor. Importante ter certeza de que a parcela vai caber no orçamento nos próximos meses”, diz.
Dados da instituição financeira cooperativa apontam que só no mês das mães do ano passado, os associados Sicredi fizeram mais de 11 milhões de operações comcartões de crédito/débito em todo país. Durante o ano, o número foi de 149.650.604 operações totalizando o valor de R$ 1,2 bi em transações.
Outra situação para quem pretende usar o cartão, seja de débito ou crédito, é que algumas regras de uso mudaram. “A legislação permite, por exemplo, que o comerciante pratique valores diferentes na modalidade crédito ou débito (Lei Federal 13.455/2017). Nesse sentido, antes de definir como irá pagar pergunte se a diferença não será considerável em relação ao valor à vista”, ressalta Thalita.
Veja algumas recomendações de especialistas quanto ao uso de cartões de débito/crédito visando aumentar os níveis de segurança em transações e compras nesta modalidade:

 

·         Mantenha seu cartão em local seguro
·         Ao realizar compras e/ou pagamentos, sempre que possível passe você mesmo o seu cartão no equipamento leitor, evitando entregá-lo a funcionários do estabelecimento. Em caso adverso, acompanhe e preste atenção nas ações do atendente com seu cartão;
·         Preste atenção no que o atendente está digitando e leia as informações disponibilizadas no visor. Digite a senha somente quando solicitado no visor do terminal eletrônico e quando aparecer o valor da transação;
·         Não deixe que o atendente tire sua atenção durante o processo de inserção dos dados;
·         Solicite a devolução do cartão após o uso e confira se o cartão devolvido é realmente o seu;
·         Se o seu cartão cair por algum motivo e alguém se apressar em recolhê-lo, confirme sempre se o cartão devolvido é o seu;
·         Não deixe seu cartão em lugares de fácil acesso, como no porta-luvas do carro ou na gaveta do escritório;
·         Ao sair, leve cartões e talões de cheques somente se for utilizá-los. Assim, você evita riscos desnecessários;
·         No caso de substituição do cartão, destrua o anterior, inutilizando a tarja magnética e/ou chip, a numeração e o local da assinatura;
·         Não empreste o seu cartão a terceiros, mesmo que sejam parentes, amigos ou pessoas de confiança;
·         Somente forneça os dados de seu cartão e/ou dados pessoais após certificar-se da origem e da idoneidade do solicitante. Preferencialmente faça suas compras em estabelecimentos e sites conhecidos.