The SpyRussian Doll, Dead to Me, Living with Yourself, Unbelievable, The Crown, The Politician e The Kominsky Method. Estas 8 séries somam 17 indicações ao Globo de Ouro 2020. Entre elas, um fator em comum:são todas da Netflix. E a premiação ainda colocou outros títulos da gigante do streaming entre os filmes que irão disputar os prêmios, somando, no total, 34 indicações.

Com isso, a Netflix demonstra o potencial das plataformas de streaming neste cenário. Produções da Amazon, Hulu e Apple também irão disputar alguns dos prêmios, mostrando que Hollywood está cada vez mais interessada nos conteúdos distribuídos por estes serviços.

Não por acaso, Comcast e a WarnerMedia irão lançar seus respectivos streamings, Peacock e HBO Max, em 2020. A própria Disney estreou a sua plataforma este ano, e, embora não tenha levado The Mandalorian ao Globo de Ouro, pode se tornar uma forte concorrente para os próximos anos.

Mas, enquanto isso não acontece, a Netflix segue dominando as disputas. Não por acaso, a empresa tem investido uma enorme quantia em produções originais, ou comprando os direitos para poder distribuir filmes. Com O Irlandês, o formato serviu para que Martin Scorsese pudesse dirigir um filme que poderia ter dificuldade de ser produzido por outro estúdio.

O formato de catálogo online da Netflix tem se mostrado uma solução para produções como esta. Vale lembrar que este ano, Roma levou 3 estatuetas do Oscar, das 7 que disputava. Os filmes ainda estão sujeitos às regras de exibição em circuito comercial para poderem ser indicados, mas este pode ser o começo de uma nova era para as grandes premiações em um futuro não tão distante.