O Grupo de Teatro Arte e Fatos, da Coordenação de Arte e Cultura da PUC Goiás, estreia, no dia 21 de outubro, no Teatro Goiânia, o espetáculo “No Fundo do Poço”. A peça faz parte da programação do 17° Festival Internacional de Artes Cênicas Goiânia em Cena – um dos principais eventos de Artes Cênicas do Estado de Goiás. Com texto e direção de Danilo Alencar, o espetáculo aborda a prática do assédio sexual, do suicídio, das consequências da pobreza, além de importantes temáticas discutidas na contemporaneidade.

Com atuação relevante na cena goiana, o grupo de teatro Arte e Fatos, ao longo de sua trajetória, participou de várias edições do festival com espetáculos, em sua maioria, autorais. Para Alencar, o Festival Goiânia em Cena é essencial para a construção da história do teatro em Goiás. “O Goiânia em Cena tem uma importância singular para as Artes Cênicas do nosso estado. É um momento de encontro com as dramaturgias regionais e de reconhecimento das diversas linguagens teatrais exploradas pelas companhias. É uma honra participar, novamente, de um festival tão rico e importante como esse. É uma oportunidade de exteriorizar a nossa arte. O Goiânia em Cena representa verdadeiros diálogos cênicos”, enfatizou.

 Escrita há 10 anos, a obra “No Fundo do Poço” apresenta, de forma pontual e relevante, diversas figuras de linguagem que apresentam de maneira peculiar as características da cultura regional, especialmente daquela vivida no campo. O título da obra é um dos exemplos de metáforas utilizadas pelo autor, de forma que o cunho político é bastante expressivo e atual.

O dramaturgo explica que a pesquisa realizada no processo de montagem identificou altos índices da prática de violência sexual no Estado de Goiás. “É triste reconhecer que não foi difícil encontrar vítimas de abuso. Infelizmente nós descobrimos que essa prática que assola o país é muito comum entre familiares”. Depoimentos de várias vítimas foram usados para a construção do espetáculo. A realidade de famílias com histórico de assédio sexual, a influência das crenças e da cultura popular, além do cenário de sobrevivência de famílias em situação de pobreza são algumas das temáticas abordadas no espetáculo “No Fundo do Poço”. 

Sobre o autor

Nascido no interior de Minas Gerais, Danilo Alencar é dramaturgo e diretor de teatro há mais de 30 anos. O teatrólogo atua como diretor do Grupo Arte e Fatos, da Coordenação de Arte e Cultura da PUC Goiás, desde 1988, onde ministra oficinas de teatro para atores iniciantes e profissionais. Com atuação relevante na cena goiana, Alencar é autor das obras: Nos Trilhos da História (1988), Liberte Uai (1989), Sob o Sol de Canudos (1991), Anjos Poetas (1995), Herdeiros de Zumbi (2000), A Clara do Ovo (2004), Travesseiro (2013), Mundo Cerrado (2015), além de outras. Durante 10 anos, o diretor encenou o espetáculo Balada de um Palhaço (2006), de Plínio Marcos; montagem que circulou pelo Brasil e conquistou vários prêmios em importantes festivais do Brasil.

Serviço

Grupo: Arte e Fatos (PUC GO)
Espetáculo: No Fundo do Poço
Texto e direção: Danilo Alencar
Estreia: 21 de outubro
Local: Teatro Goiânia
Horário: 19h
Ingresso: 1 livro literário (a troca pode ser realizada na galeria Goiânia Ouro ou com 1 hora de antecedência na bilheteria do Teatro Goiânia)
17° Festival Internacional de Artes Cênicas Goiânia em Cena

Ficha Técnica

Espetáculo: No Fundo do Poço
Realização: Grupo Arte e Fatos (Puc Go) e Associação Cultural Casa de Nazaré
Texto e Direção: Danilo Alencar
Elenco: Kamilla Nunes, Norval Berbari e Tarcísio Peris
Iluminação: Rodrigo Assis
Trilha Sonora: TonZêra
Execução da trilha: Daniel Pires
Figurino e Adereços: Elmira Inácio
Cenário: EMAU SER – Guilherme Fernandes, Letícia Araújo e Lucas Mendes – Orientador: José Renato de Castro e Silva
Preparação Corporal: Rafaela Francisco
Apoio dos aspectos psiquiátricos das personagens: Rita Francis
Design: João Paulo
Produção: Nós Duas Produções