O ator goiano Thiago Cozzato se envolveu num imbróglio difícil de desembaraçar. Tudo começou no fim do ano passado, quando, através de assessoria contratada pelo próprio ator, ele divulgou um papel que teria conquistado na nova novela da Rede Record, “Gênesis”. O papel seria de um vilão, o viking Hakan – que não é citado em momento algum na bíblia cristã. Vários sites, revistas, jornais e outros veículos de mídia de Goiás e outros estados divulgaram sua contratação e abriram espaço para entrevistas e fotos, inclusive nós, do iConnect Gyn.

 

Porém, o que parecia uma conquista se revelou uma grande mentira. Tudo começou com uma série de postagens no Twitter feitas nas últimas semanas por vários perfis diferentes, que diziam que a história contada por Cozzato não passava de uma manobra malfeita para se autopromover. Recebemos, por DM em nosso perfil no Instagram, alguns prints e links desses posts, e fomos conferir. Uma postagem linkada a outra, algumas ligações para assessores e fontes, até chegarmos à verdade: Thiago não faz parte do casting da produtora da novela, não aparece na trama, o viking Hakan sequer existe no roteiro e todos os posts do modelo em suas redes sociais não passaram de delírios recorrentes.

 

Thiago chegou a postar fotos com o que afirmou ser um dos figurinos de seu personagem na novela Gênesis, mas apuramos que a roupa não passava de uma fantasia emprestada e as fotos foram feitas num local de eventos na cidade de Goiânia. Numa das entrevistas concedidas à mídia Thiago Cozzato afirma que o personagem Hakan jovem seria interpretado por Gianlucca Mauad, de 11 anos; porém o ator mirim interpreta o personagem Gerson na trama. Em outro momento o modelo muda o discurso e diz que interpretaria um mendigo chamado Heylel (ué, e o Hakan?), mas este personagem é interpretado por Igor Rickli, que também faz Lúcifer na novela.

 

Entramos em contato com a assessoria de imprensa do modelo, que se limitou a dizer que rompeu a parceria com o mesmo há meses por quebra de contrato. Também procuramos nossas fontes na Rede Record e na produtora Casablanca, responsável pelas filmagens da novela, e constatamos que Thiago Cozzato nunca foi contratado da casa. Thiago Cozzato enganou até mesmo uma afiliada da Rede Record no Ceará, que  chegou a divulgar sua contratação e aparição na trama. Isso, sem contar os seus mais de 13 mil seguidores no Instagram, que eram bombardeados com posts e stories – alguns manipulados por editores de imagens – sobre sua suposta contratação.

 

Sobre tudo isto resta-nos perguntar: o que faz uma pessoa colocar sua carreira em risco desta forma? Desespero por likes? Aperto financeiro? Algum tipo de transtorno mental? Não sabemos e não podemos afirmar. Mas repudiamos a atitude, pedimos desculpas aos nossos leitores por termos publicado a falsa notícia pensando ser verdadeira (tanto que já retiramos a publicação original de nosso site e redes sociais) e seguimos adiante em nosso papel, que é informar de forma clara e imparcial. Doa a quem doer.