A Ozonioterapia consiste no procedimento terapêutico de aplicar uma mistura de gases oxigênio e ozônio em diversas vias do corpo. A terapia que pode tratar mais de 300 doenças vem recebendo cada dia mais pacientes.
De acordo com a terapeuta e proprietária da clínica Centro Quântico, Ana Gabriela Barros,  o procedimento não tem contraindicações e pode ser realizada em pessoas de qualquer idade. “O Ozônio possui propriedades anti-inflamatórias, antissépticas, e modulação do estresse oxidativo. Além de melhorar a circulação periférica e oxigenação”, explica a profissional.
A concentração e a maneira de aplicação do Ozônio dependem do local a ser tratado. Para Ana Gabriela, cada quantidade vai definir o tipo de efeito biológico e o efeito no organismo.  Alémm disse, podem ser tratadas patologias inflamatórias, infecciosas e, também, de caráter sanguíneo.
As aplicações podem ser feitas via injeção subcutânea; auto-hemotransfusão: o sangue do paciente é retirado do organismo, misturado ao O3 e, depois, reintroduzido; externa: gás de ozônio é vaporizado diretamente na pele e óleos ozonizados: aplicados localmente por meio de massagem e retal.
De acordo com a psicóloga Karina Maristela Barbosa, que trata a filha Sofia Barbosa, de apenas 7 anos, a ozonioterapia ajuda na puberdade precoce. “A técnica regulou todos os hormônios da minha filha, impedido que a puberdade precoce fosse para frente”, conta a mãe. Já a Sofia garante que gosta do procedimento. “É rapidinho e não doi nada”, revela a garotinha.