A economia compartilhada, por meio do sistema de permuta multilateral, tem ajudado muitos lojistas diante de um típico dilema de quem trabalha no segmento da moda: desfazer de peças antigas, para atualizar o estoque com a nova coleção. Nesse tipo de situação, as queimas de estoque ou campanhas de liquidação são as estratégias mais usadas pelos comerciantes. Mas por meio da permuta, desfazer do seu estoque antigo pode ser mais fácil, rápido e  lucrativo do que se imagina.

Lojas em Goiânia têm se surpreendido com os resultados de ações de troca de coleção realizadas com base na troca. O que impulsiona as trocas na atualidade é a tecnologia empregada no desenvolvimento de sistemas que permitem a troca multilateral, por meio do uso da moeda virtual. Um exemplo de plataforma é a XporY.com, por meio da qual é possível fazer trocas multilaterais, ou seja, o serviço ou produto oferecido e desejado pode ser adquirido pela moeda virtual, que é recebida como pagamento das negociações feitas no site de permutas multilaterais. Esta troca não é feita apenas entre um comprador e um vendedor, pois a presença da moeda virtual facilita a versatilidade das transações, sem que seja necessário ao pegar em troca produtos e serviços de que não precise.

A empresária Elaine Ribeiro Patriota, proprietária da loja Nany Patriota, no Setor Pedro Ludovico, em Goiânia, é um dos 6.200 associados da XporY.com e por duas vezes já usou a plataforma digital de permutas multilaterais em campanhas de queima de estoque, comercializando suas peças em X$, moeda virtual utilizada pelo serviço e com valor equivalente a R$ 1.

A primeira ação aconteceu em outubro de 2018 e, segundo a empresária, em dois dias foi vendido mais de 25% do estoque de roupas que tinha naquela ocasião. “Se fosse fazer uma promoção ou campanha de liquidação só com a venda em dinheiro, levaria até seis meses para liberar o estoque que eu tinha naquela época”, comenta a lojista que pela plataforma, não precisou baixar o preço de suas peças, vendendo-as ao mesmo valor, só em que em X$.

Feliz com o resultado, em dezembro a empresária repetiu a ação, dessa vez com diversas marcas de roupas, calçados e acessórios. Elaine destaca outra vantagem que percebeu ao comercializar suas peças e vestuário na XporY.com, o acesso a novos clientes, que até então, não conheciam sua loja. “Para nós o resultado das ações foi muito positivo, somente nestas duas ocasiões vendi mais de X$ 100 mil. Além do mais, estar na plataforma virou uma ótima ferramente de divulgação da minha loja”, relata.

Elaine já está preparando para este mês de março uma nova ação na plataforma de permutas para troca da coleção verão pela outono/inverno. “Minha expectativa é de comercializar cerca de 40 mil em X$. Parte desse crédito devo usar para fazer uma nova pintura na loja pela plataforma”, conta.

Networking

A empresária Tatiana Franco Ribeiro, proprietária da Vivassa Multimarcas, também é adepta das permutas para movimentar seu estoque. Ela realizou no último mês de fevereiro uma ação para troca da coleção antiga em sua loja o Shopping Bougainville, em Goiânia, e conta que se surpreendeu com o resultado. “Coloquei todas as peças da coleção anterior para venda em X$. Foram dois dias de evento e tive tanta procura que em alguns momentos houve fila para experimentar as peças.  Vendi mais do que imaginava”, conta.

Segundo a empresária, trabalhar com o sistema de permutas tem a colocado em contato com novo clientes e também novos parceiros, como a publicitária Pahedra Rios, que conheceu durante a campanha de liquidação realizada pela plataforma, e com quem já está negociando, em X$, um contrato para fazer o marketing digital de sua loja.

“Além de movimentar meu estoque, o valor em X$ arrecadado acaba se transformando em dinheiro no momento em que eu o uso vários serviços que são ofertados na plataforma. Também gostei porque conheci pessoas que agregaram ao meu networking”, frisa a empresária, que está usando seus créditos em X$ para serviços de estética e beleza e manutenção doméstica.

Oportunidade

A administradora Nezilda Barreto foi outra cliente que gastou seus X$ na loja de Tatiane Ribeiro. Para ela, essas ações de troca de coleção são excelentes oportunidades para encontrar peças clássicas e de ótima qualidade. Fã confessa de moda, ela diz que na Vivassa praticamente montou todo seu “armário cápsula”, termo muito utilizado por bloguerias e consultoras de imagem e estilo, para referir-se a um armário que contém itens de vestuário básicos e atemporais que sempre são atuais. “Busco não ficar presa só à moda das estações, estou organizando meu guarda-roupas prático com peças básicas, que facilitam meu dia-a-dia e que me atendam o ano todo”, destaca.

Nezilda avalia que na atual conjuntura econômica do País, a permuta é uma alternativa que funciona como auxílio mútuo entre os associados da plataforma. A administradora cadastrou-se na  plataforma atraída por essa proposta. Em apenas três meses em que está na XporY.com, oferecendo consultoria financeira, venda de produtos de nutrição, higiene, cosméticos e limpeza, ela já movimentou cerca de X$ 6 mil, que usa prioritariamente para compra de vestuário e serviços de beleza.

 

Adesão

Para aderir ao sistema de permutas da XporY.com basta fazer o cadastro gratuitamente no site www.xpory.com e oferecer algum produto ou serviço, que é negociado em X$. Os créditos na moeda digital podem ser consumidos com qualquer oferta apresentada na plataforma, que hoje possui mais de 6.200 associados entre empresas e profissionais autônomos.

Um diferencial da XporY.com, em relação a outras plataformas é a ausência de custo na adesão, ou seja, os participantes não têm que pagar para entrar na rede e nem um valor mensal como manutenção. Com a XporY.com, somente na hora de consumir, é que paga-se apenas uma taxa de 10% em reais sobre o valor da compra.