Neste ano, o Dia dos Pais aquecerá mais o comércio goianiense do que em 2017, segundo a “Pesquisa de Intenção de Compras para o dia dos Pais”, feita pela GRUPOM em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Goiânia. A expectativa é de que a data comemorativa movimente R$ 73 milhões, quase 10% a mais do que no ano passado. 
 
Em relação ao mesmo período em 2017, houve um aumento de 4,4% na quantidade de pessoas que têm intenção de comprar presentes, que foi de 429 mil para 448 mil consumidores. Neste ano, aumentou também o valor médio de cada presente em cerca de 5%, alcançando a marca de R$ 163,17 por presente. As faixas de preço que apresentaram maior evolução foram as de R$ 100 a R$ 150 e de R$ 150 a R$ 200 por presente.
 
Situação Financeira
Quando solicitadas que comparassem a situação financeira com a do ano passado, 39,8% das pessoas que pretendem presentear afirmaram acreditar ter menos dinheiro. Apenas 24,4% acredita ter mais dinheiro para comprar presentes. Mesmo assim, a percepção da maioria é de que gastará o mesmo valor que gastou em 2017.
 
Entre quem presenteará, 27,1% já escolheu o que dar – um aumento comparado com o mesmo período em 2017, quando apenas 14,4% havia se decidido. Três quartos das pessoas pretendem efetuar os pagamentos à vista, sendo o dinheiro a forma de pagamento favorita: 62,7% das transações devem ocorrer desta forma – outro aumento em relação a 2017. Caiu o número de pessoas que pagará com crediário, cheque, cartão de débito e crédito.
 
Com exceção da categoria dos calçados, a população estima um aumento no valor médio dos produtos. Neste ano, separa-se cerca de R$ 194 para gastar em acessórios, em comparação com os R$ 126 que se estimava para esse tipo de presente em 2017. 
 
Os Filhos
As mulheres presentearão mais do que os homens neste Dia dos Pais. Segundo a pesquisa da GRUPOM, os filhos e filhas são os que mais comprarão presentes, seguidos pelos agregados(as) e chefes das famílias.
 
Entretanto, quem presenteia o fará para 1,15 pessoas, ou seja, um mesmo indivíduo poderá dará lembranças a mais de uma pessoa. Em média, 62% dos entrevistados pretendem entregar os presentes a seus pais. Esposos, filhos, companheiro, avós aparecem em sequência na lista de intenções. 
 
Os itens mais procurados permanecem sendo os de vestuário, com 43,3% de preferência. Os calçados aparecem no topo da lista de intenções, de onde saem os itens de perfumaria e cosmético. Jóias e ferramentas são outros itens que sofrem queda nas intenções e dão lugar a bicicletas, eletro eletrônicos e dinheiro.
 
Os Pais
Entre os entrevistados do sexo masculino, 66% afirmou ser pai. A maior parte, 57,4% destes, espera receber algum presente na data comemorativa e dois terços já sabe o que quer ganhar. A lista de itens que os pais mais gostariam de receber são: vestuário, calçados, perfumaria e cosméticos, celulares e viagens, nesta ordem.
 
Locais de compra
A pesquisa “Intenção de Compras para o Dia dos Pais” apurou que 73,6% dos consumidores que presentearão já sabem onde comprar. Pouco mais de metade das pessoas tem intenção de adquirir os presentes em lojas de rua e 45,4% delas tem intenção de comprá-los em shopping centers.
 
Os shoppings que mais devem receber consumidores são o Flamboyant Shopping Center, o Buriti Shopping, o Passeio das Águas Shopping, o Portal Shopping, o Goiânia Shopping, respectivamente. 6,3% dos consumidores devem realizar as compras pela internet.
 
O principal fator que influenciou os compradores na escolha do local de compra foi a localização, com 45,2% dos entrevistados citando este como principal motivo para o local escolhido. O preço e a variedade dos produtos aparece logo depois, com 28,3% e 23,8% das justificativas. Promoções, ambiente e atendimento seguem como razões mais comuns pela decisão.
 
Perfil dos entrevistados
Dentre os entrevistados da pesquisa “Pesquisa de Intenção de Compras para o dia dos Pais”, a média de idade é de 39,77 anos. 50,6% pertence ao sexo masculino e 49,4% ao feminino. 29,2% tem instrução até o 1º grau, 46,7% tem instrução até o 2º grau, e 24,1% possuem o 3º grau. 86% acessa a internet.
 
Quanto a posição das pessoas que participaram do questionário aplicado dentro de suas famílias, 49,1% são chefes, 27,2% são cônjuges, 19% são filhos e 4,7% são agregados. A maior parte – 46,5% – é casada, seguida por solteiros com 36,9% e divorciados com 6,6%. 
 
A renda familiar média dos entrevistados é de R$ 4.126,34. Do total de entrevistados, 72,1% se encontra trabalhando, enquanto os desempregados somam 9,6% e os que não trabalham, 18,3%. A atividade comercial representa a maior porcentagem da ocupação dos entrevistados: 21,5%.
 
Sobre a pesquisa
A “Pesquisa de Intenção de Compras para o dia dos Pais” foi realizada pela GRUPOM entre os dias 12 e 17 de Julho de 2018. 634 entrevistas foram feitas para identificar o percentual de pessoas com intenção de comprar presentes no Dia dos Pais. 90,2% das pesquisas aconteceram em Goiânia; 8,5% na região metropolitana de Goiânia e 1,3% em outros municípios. O total de bairros alcançados pela pesquisa em Goiânia foi de 180.