Chegou a Quaresma. Nessa época do ano o bacalhau rouba a cena nos pratos brasileiros. O processo de salga e secura da espécie Cod (Gadus morhua), o Bacalhau do Porto, resulta no legítimo bacalhau. Além do Gadus macrocephalus, conhecido como Bacalhau do Pacífico.

Mas muitas pessoas consideram alguns peixes salgados e secos como bacalhau, são eles: o Saithe (Pollachius virens) ,  o Ling (Ophiodon elongatus)  e o Zarbo (Brosmius brosme). Mesmo sendo peixes salgados, eles apresentam diferenças, não apenas no valor, como de textura e de sabor. Nas lojas Bretas, podem ser encontrados o Bacalhau do Porto, o Saithe  e o Ling.

Segundo a coordenadora de segurança alimentar do Bretas, Ada Machado, para sanar essa dúvida na hora da compra, o consumidor pode verificar o nome do peixe na etiqueta obrigatória pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que é fixada junto ao produto. “Na rotulagem dos produtos as indústrias e supermercados são obrigadas a informar o nome cientifico das espécies de peixes utilizados”.

Além disso, é importante avaliar o estado do produto. “O consumidor deve verificar a condição física do produto, que não pode estar melado e com sal suficiente para o armazenamento e em uma temperatura mais amena”, pontua. Além disso, deve ter odor característico e não fora dos padrões e não deve estar úmido e com aparência pegajosa.

Ada ainda explica que o consumidor deve verificar  se peixe não apresenta manchas de coloração rosadas, que podem indicar problemas de conservação. “São  um tipo de bactéria”, explica.  Também orienta a examinar se o produto não apresenta pontos pretos, similares à borra de café, que pode ser sinal de fungos.

 

Diferenças

A pergunta que não quer calar: quais as diferenças do bacalhau com o peixe salgado? A primeira é a coloração. O peixe salgado possui uma coloração mais escura não sai em lascas e nem em filé, já o bacalhau possui uma coloração mais clara.

Gadus morhua, o bacalhau, normalmente é maior e mais largo. Quando cozido, separa-se em pedaços uniformes – em lascas ou filés -, e, além disso, apresenta linha lateral bem perceptível e cauda toda escura. “Ele tem o sabor mais suave. Já os outros possuem um sabor mais acentuado”, explica Ada.

O Saithe tem um sabor mais forte e cor mais escura e é mais utilizado para fazer bolinhos, saladas e ensopados, pois sua carne desfia com facilidade. O peixe apresenta ausência de malhas, uma linha lateral esbranquiçada retilínea e barbatana caudal bifurcada, com o vértice bem definido.

Já a carne do Ling é clara e mais estreita, sendo muito utilizada para grelhados. A cor da carne varia do claro ao amarelo queimado. O corpo do peixe é quase retangular e a barbatana caudal é arredondada.

Outra importante diferença é o preço. O quilo do bacalhau é R$99,90, já dos peixes salgados pode ser encontrado por R$ 49,90 nas lojas do Bretas.

Receita – Arroz de Bacalhau

Ingredientes 

3 xícaras de arroz parboilizado

700 gramas de lascas de bacalhau dessalgada

1 xícara de azeitonas verdes picadas

1 xícara de azeitonas pretas pitadas

1 lata de tomate pelado

3 tomates bem maduros picados tipo vinagrete

1 xícara de azeite de oliva extra virgem

4 xícaras de água

2 caldos de peixe (ou de legumes)

Preparo

Num refratário grande coloque o arroz, o bacalhau, as azeitonas e a lata de tomates pelados desmanchados com a ajuda de uma colher. Pique os tomates maduros bem pequenos, tipo vinagrete e misture ao arroz. Misture tudo delicadamente. Acrescente o azeite e misture mais. Dissolva o caldo de peixe nas xícaras de água e junte também ao arroz. Se você achar que o seu bacalhau ficou muito sem sal, acrescente, mais cuidado, lembre-se que também estamos usando azeitonas, que são salgadas. Leve ao forno baixo com papel alumínio e observe quando começar a cheirar. Se você deixar mais no forno vai ficar mais sequinho, se deixar até quando o arroz cozinhar, ele vai ficar mais molhadinho. Eu gostei mais deste ponto, mais molhadinho. E pra servir, vai bem regar com mais azeite!