Amanhã (18), a partir das 9h,  tem início o trabalho de lavagem e desinfecção de todas as 12 ruas e as duas avenidas que compõem a Região da 44, em Goiânia. A ação, que está sendo promovida pela Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), é uma das principais medidas sanitárias para a retomada, de forma segura e responsável, das atividades no segundo maior pólo de confecção e moda do Brasil.
Para a realização do serviço, a AER44 contratou duas empresas especializadas que, além de fazer limpeza de calçadas e meio-fios, irão aplicar uma solução desinfectante nas fachadas de shoppings, galerias e hotéis da 44. A ação contará com o apoio da Guarda Civil Metropolitana e da Secretaria Municipal de Trânsito (SMT). Para esse trabalho mais de dez pessoas serão mobilizadas e todos estarão usando equipamentos de segurança individual. O serviço será realizado ao longo de três dias. O presidente da AER44, Jairo Gomes, estará a partir das 8h30, em frente ao Imperial Shopping (Rua 67-A, esquina com Av. 44), para prestar esclarecimentos sobre o assunto.
De acordo com o líder empresarial, além dessa limpeza especializada das vias públicas da região, todos os empreendimentos, shoppings, galerias e hotéis da 44 já implementaram várias outras medidas preventivas e que combatem a disseminação do novo coronavírus. “A lavagem e desinfecção das ruas é apenas uma das  mais de 20 medidas sanitárias recomendadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde que nos comprometemos a adotar a risca. Todos empreendimentos já instalaram dispersores de álcool em gel para serem usados nas entradas e corredores, já distribuíram máscaras para seus funcionários e lojistas, já intensificaram os serviços de limpeza de corrimãos, escadas rolantes, banheiros e outros pontos considerados críticos. Quando voltar as atividades será permitido apenas um atendente por loja, e funcionários que fazem parte do grupo de risco permanecerão em casa ou trabalharão, quando possível, no sistema de home-office”, explica Jairo.
Mais medidas
O presidente da AER44 acrescenta também que muitos dos empreendimentos já adquiriram medidores de temperatura e tapetes higienizantes para serem colocados nas entradas dos shoppings, galerias, lojas e hotéis. “Além do mais já estamos em contato com os guias que atuam na 44, para informar que a vinda das caravanas de compras de outros  estão, temporariamente, suspensas. Só ai já temos uma redução de 70% do fluxo de pessoas que passam pela Região, reduzindo em muito o risco de aglomerações”, afirma Jairo.
Para o presidente da AER44, a volta de forma ordenada, segura, seguindo todos os protocolos sanitários de saúde é muito mais eficiente do que a situação que se tem hoje na Região que não está sendo fiscalizada e, segundo ele, está sendo invadida todos os dias por ambulantes que não estão usando máscaras, causando tumulto e aglomeração. “Do jeito que estamos propondo, é mais fácil, inclusive, para a prefeitura fiscalizar. Como está hoje, com aglomeração de pessoas, sem uso de álcool gel e muita gente que não está usando máscara, a chances de disseminação do vírus é bem maior”, frisa Jairo Gomes.