A pandemia da Covid-19  tem causado efeito devastador em todo o mundo, tanto na saúde quanto na economia. E as cidades sentem de forma drástica os efeitos do isolamento social, como é o caso de Valparaíso de Goiás, município que fica a cerca de 190 km de capital goiana e já conta, até o momento, com seis casos da doença e perdas econômicas em função do fechamento do comércio. Para oferecer um apoio às famílias afetadas, a plataforma de soluções habitacionais MRV providenciou 580 cestas básicas que serão doadas para a prefeitura de Valparaíso. A entrega da doação será feita nesta quarta-feira, 8 de abril, às 15 horas à equipe da gestão municipal.

Segundo o presidente da Prime/MRV, Alexandre Machado Vilela, é rotina da empresa praticar a responsabilidade social e voltar o olhar para os mais necessitados. Contudo, com a pandemia, o exercício da solidariedade faz-se ainda mais urgente. “Temos um cuidado com a população de Valparaíso, para se ter ideia, a estatística mostra que uma a cada 15 pessoas da cidade moram em um apartamento da MRV. Sabemos que são pessoas com renda mais baixa e temos certeza de que as cestas básicas vão contribuir com a comunidade local”, afirma o diretor.

Com população estimada em 2019 em 168 mil pessoas, a cidade tinha em 2017 somente 11,8% de sua população ocupada e com salário médio mensal de dois salários mínimos, significando que cerca de 32% de sua população vive com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa. Em situação de fragilidade econômica, o prefeito Pábio Mossoró, garante que a solidariedade é uma das medidas de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

A entrega das 580 cestas básicas vai beneficiar aqueles comprovadamente hipossuficientes inscritos no Cadastro Único. Segundo o prefeito, a expectativa é de que todos os bairros sejam assistidos, depois de uma conferência in loco pela equipe técnica da prefeitura. “O intuito é permitir o abastecimento dos órgãos socioassistenciais garantindo condições dignas de sobrevivência às famílias beneficiadas minimizando os impactos do isolamento social”, afirma.

O presidente da Prime/MRV afirma que as ações estão sendo divulgadas na internet, “mas não porque queremos aplausos. Nossa intenção é de incentivar que outras empresas, não só da construção civil, mas as fábricas e indústrias doem o que puderem. É importante que todos nós façamos algo pelo próximo, até porque é nossa responsabilidade devolver um pouco para a sociedade, daquilo que temos. É um dever de toda companhia” afirma ele.

O governo municipal de Valparaíso também trabalha na tentativa de combater o desemprego e orienta aos empresários que adotem medidas permitidas na legislação trabalhista para manutenção dos contratos de trabalho, medidas já antecipadas pela MRV. Alexandre afirma que os funcionários que estão em casa, trabalhando em home office ou de férias, estão seguros. “Nossa empresa assumiu um compromisso muito importante de não demitir ninguém nos próximos 60 dias. Acredito que essa é uma forma de dar um pouco de tranquilidade aos nossos colaboradores. Mesmo assim, sabemos que são muitos os ambulantes e autônomos que precisam comer hoje! Por isso é tão importante fazermos algo pela sociedade”, defende.