Stephen King fala sobre o tweet controverso envolvendo diversidade no Oscar

125

No dia 14 de janeiro, o autor Stephen King gerou muitas reações negativas após postar no Twitter que “nunca consideraria a diversidade em matéria de arte”.

“Como escritor, posso votar em apenas três categorias: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Roteiro Original. Para mim, a questão da diversidade – como se aplica a atores individuais e diretores, de qualquer maneira – não apareceram. Dito isto, eu nunca consideraria a diversidade em matéria de arte. Apenas qualidade. Para mim, fazer o contrário seria errado”, afirmou King na publicação que gerou controvérsia.

Hoje (27), em um artigo do The Washington Post com o nome “O Oscar ainda é fraudado em favor dos brancos”, o autor respondeu aos comentários gerados pelo seu tweet e fez críticas sobre a situação da premiação.

“Discussões sobre artes e cultura, como discussões sobre política, tornaram-se cada vez mais amargas e polarizadas nos últimos anos. Linhas de crença são traçadas com uma tinta que não pode ser apagada, e se você cruza uma – intencionalmente ou não – suas ações estão sujeitas a uma enxurrada de tomates podres eletrônicos. Eu cruzei uma dessas linhas recentemente, ao dizer algo no Twitter que acreditei não ser controverso. O assunto era o Oscar. Eu também disse, em essência, que aqueles que julgam a excelência criativa não devem se atentar a questões de raça, gênero ou orientação sexual”.

O autor de Carrie, a Estranha, e O Iluminado concluiu escrevendo “Não vivemos em um mundo perfeito, e as indicações menos do que diversificadas deste ano para o Oscar, mais uma vez provam isso. Mas talvez, algum dia, nós iremos. Eu posso sonhar, não posso? Afinal, é o que eu faço para ganhar a vida”.