epois das bicicletas compartilhadas, Goiânia recebe outro tipo de transporte alternativo: os patinetes elétricos, que já está disponível setores Marista, Bueno, Bela Vista e Nova Suíça. Cerca de 200 patinetes elétricos serão compartilhados e estão em pleno funcionamento, tendo como pontos de retirada em frente da Terral Incorporadora e também em frente a um breve lançamento imobiliário da marca na Rua 90, de frente para o Parque Areião.  No total são 40 estações em toda região.

 

A iniciativa vai impactar diretamente pessoas que fazem até 3 km de percurso. “Os patinetes elétricos surgem como uma alternativa prática e rápida de deslocamento”, pontua Talina Samuel, Analista de Marketing da Terral Incorporadora. Segundo ela, o trânsito na região da Ricardo Paranhos é muito intenso e que vale a pena usar na região. “Moro perto do trabalho, cerca de 15 minutos a pé, e pretendo usar o patinete elétrico, principalmente para economizar tempo e pela praticidade na hora de fazer a devolução”, disse Talina.

Nas estações os patinetes são desbloqueados via pagamento pelo aplicativo da Grin, empresa que trouxe o serviço para a capital. A novidade é somente para maiores de 18 anos e seu uso é para ciclovias, ciclofaixas e calçadas e, segundo a detentora do serviço, recomenda-se o uso de capacetes e cotoveleiras. Uma vantagem é que não há obrigatoriedade de devolver o patinete em uma estação.