Após uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro, que levou mais de 17 mil espectadores ao Teatro Carlos Gomes, no Centro, Ícaro Silva entra em turnê com Ícaro And The Black Stars, com patrocínio da Brasilcap, empresa de Capitalização da BB SEGUROS. Em Goiânia, a apresentação acontece nos dias 19 e 20 de outubro, no Teatro Sesi. Em um show divertido, eletrizante, cantando e contando sucessos da história da Black Music, o artista leva ao público o som de Michael Jackson, Bob Marley, Tim Maia, Wilson Simonal, Beyoncé, James Brown e outras estrelas.
No palco, ao lado de Cássia Raquel e Hananza, as black stars, Ícaro conta histórias vividas por estes ídolos em paralelo com suas histórias pessoais. Trabalhando juntos pela terceira vez, o trio Ícaro Silva, Pedro Brício e Alexandre Elias, vieram com tudo nesta produção. Juntos fizeram também “S’imbora o Musical” e “Show em Simonal”. 
O espetáculo teve sua estreia em Junho de 2018 no Teatro XP Investimentos com uma temporada de cinco semanas. Em seguida, após duas apresentações no Theatro Bangu Shopping, percorreu o Brasil passando por Belo Horizonte (MG), Novo Hamburgo (RS), Porto Alegre (RS), Vitória (ES), Salvador (BA) e São Bernardo do Campo (SP), além de uma única apresentação no Imperator (RJ) como parte da programação da Semana da Consciência Negra. Em 2019, uma temporada de 7 semanas, com lotação esgotada todos os dias.
SOBRE O MUSICAL
Pedro Brício teve como ponto de partida para o espetáculo a paixão pela música negra, a black music, e pelo próprio Ícaro como artista. Segundo o diretor, o grande “tchan” do espetáculo é ser extremamente divertido, dinâmico e a grande qualidade do repertório. Além disso, temos a brincadeira de que o elenco é uma banda que está em uma nave espacial, que aborda também um lado lúdico, não comum de se ver em um show.
“Após ver a apresentação dele no Show dos Famosos, no Faustão, fiquei pensando que era preciso fazer algo onde ele pudesse colocar em cena essa versatilidade que Ícaro tem como cantor, ator, cômico e dramático. A base do espetáculo é essa beleza, riqueza, variedade da black music dançante do último século.” – conta Pedro.
Versátil e multimídia, o ator-cantor-showman mostra seu poder de interação com o público. Vencedor do “Show dos Famosos” (do Faustão), destaque no espetáculo “S’imbora, o Musical” (sobre a vida de Simonal) e no ar na novela “Verão 90” (Rede Globo), aqui ele não faz diferente. Aliado a um repertório pop e já antológico, com o melhor da black music, Ícaro também diverte com suas histórias, imitações e improvisações. Quando menos percebemos, somos todos parte do show. O espetáculo conta também com a presença de uma DJ no palco e projeções audiovisuais.
Em “ÍCARO AND THE BLACK STARS” a plateia mergulha na emoção destes artistas negros que fizeram o mundo cantar, dançar e pensar. Reis e rainhas pela grandeza. Pelos passos mágicos de Michael Jackson, pela poesia de Bob Marley, pelo timbre de Beyoncé ou pela loucura de Tim Maia. Por meio desses artistas homenageados, o espetáculo mostra que existem possibilidades de um mundo plural e democrático, independente de etnia, credo, cor, sexualidade e gênero. Uma grande homenagem a esses ídolos, para cantarmos e dançarmos com eles.
FICHA TÉCNICA
Dramaturgia e direção: PEDRO BRÍCIO
Elenco: ÍCARO SILVA, CÁSSIA RAQUEL e HANANZA
Direção musical: ALEXANDRE ELIAS
Coreografias: VICTOR MAIA
Cenário: TUCA BENVENUTTI
Figurino: BRUNO PERLATTO e MARIANA SAFADI
Iluminação: PAULO CÉSAR MEDEIROS
Projeções cênicas e videomapping: RICO VILAROUCA E RENATO VILAROUCA
Design gráfico: MIKA SCHAKOWOSKI
Visagismo: GABRIEL GOMEZ / TEODORO JR
Fotos de cena: ANDRÉ HAWK
Fotos de divulgação: PINO GOMES
Preparação vocal: ANANDA TORRES
Direção de produção: CAIO BUCKER
Produtoras associadas: MARIANA NOGUEIRA e PAOLLA OLIVEIRA
Produção executiva: DANIEL GOFMAN e KAUÊ GOFMAN
Produção de turnê: RICARDO FERNANDES
Assessoria jurídica: RENAN NAZÁRIO
Assessoria de imprensa: DOIS PONTOS ASSESSORIA
Realização: MINISTÉRIO DA CIDADANIA, BB SEGUROS, BUCKER PRODUÇÕES ARTÍSTICAS, ÍCARO SILVA e LANÇAMENTO NOVO PRODUÇÕES

CURRÍCULOS
ÍCARO SILVA
Graduado em Artes Cênicas pela UniverCidade, Ícaro começou os trabalhos artísticos ainda criança, publicando 3 livros dos 8 aos 12 anos e atuando na novela “Meu pé de laranja lima” (1998, TV Band). Participou de diversos trabalhos na TV, como as novelas “Malhação”, “Joia Rara” e “Pega Pega”; e os seriados “Na forma da Lei”, de Wolf Maya, e “Batendo Ponto”, de Guel Arraes – todos pela Rede Globo. Dentre seus principais trabalhos em teatro, estão as peças “Um Rubi no Umbigo” e “Baker Street 221B”, ambas com direção de André Paes Leme; “Garotos”, de Leandro Goulart; e os bem-sucedidos musicais “Elis”, direção de Dennis Carvalho; “Rock in Rio”, direção de João Fonseca; e “S’imbora, o Musical”, direção de Pedro Brício. No cinema participou dos filmes “Sob Pressão”, “Elis” e “Legalize já”, este recém-lançado no Festival do Rio. No primeiro semestre de 2017, destacou-se no quadro “Show dos Famosos” (Domingão do Faustão) saindo vencedor. Recentemente atuou na novela “Verão 90”, na TV Globo, e na série “Coisa mais linda”, na Netflix.

PEDRO BRÍCIO (autor/diretor)
Diretor e dramaturgo é um dos autores mais atuantes no teatro brasileiro na última década, tendo recebido os principais prêmios do país: Shell, Questão de Crítica, Contigo e APCA. Graduado em Cinema pela UFF e Mestre em Artes Cênicas pela UNIRIO, suas obras foram traduzidas para o inglês, espanhol, italiano e alemão. Dentre suas direções, destacam-se os espetáculos “S’imbora, o Musical”, de Nelson Motta e Patrícia Andrade; “A Peça do Casamento”, de Edward Albee; “Modéstia”, de Rafael Spregelburd; “O Caderno de Lori Lamby”, de Hilda Hilst; e “Fim de Partida”, de Samuel Beckett. Na dupla função, autor e diretor, destacam-se os espetáculos “As palavras e as coisas”; “A outra cidade”, indicado ao Prêmio Questão de Crítica 2013 como melhor texto; “Breu”, vencedor do Prêmio Questão de Crítica 2012 como melhor espetáculo e indicado ao Prêmio APTR 2012 de melhor texto; e “A Incrível Confeitaria do Sr. Pellica”, vencedor do Prêmio Shell 2005 de Melhor Autor e Melhor Figurino, e indicado ainda nas categorias Melhor Direção, Melhor Iluminação e Melhor Trilha Sonora.

ALEXANDRE ELIAS (diretor musical)
Diretor musical, arranjador, compositor e produtor musical. É formado em Composição e Arranjo pelo Centro Ian Guest de Aperfeiçoamento Musical. Como diretor musical, assinou trabalhos como “Tim Maia, Vale Tudo – o Musical”; “Gonzagão, a Lenda”, espetáculo pelo qual ganhou os Prêmios Shell e Bibi Ferreira; “S’imbora, o Musical”, indicado ao Prêmio Cesgranrio na categoria Direção Musical; “A Farsa da Boa Preguiça”, indicado ao Prêmio Shell de Melhor Direção Musical e vencedor do Prêmio Contigo de Melhor Musical Brasileiro; e “Maria do Caritó”, indicado ao Prêmio Shell de Melhor Direção Musical e Trilha Sonora Original. Como produtor musical, foi um dos produtores do CD “Nelson 70”, pela Som Livre, em homenagem ao compositor Nelson Motta; e produziu a gravação do clássico “Round Midnight”, interpretado por Alessandra Maestrini para a trilha da novela “Insensato Coração”, na Rede Globo. Trabalhou com diversos nomes da música, como Roberto Menescal, Zélia Duncan, Pedro Luís, Simone Mazzer e Ronaldo Bastos. Em 2017, lançou dois álbuns por seu próprio selo, disponíveis em todas as plataformas digitais.

CAIO BUCKER (diretor de produção)
Formado em Comunicação Social – Cinema e Pós-Graduado em Arte e Filosofia pela PUC-Rio, atualmente cursa Mestrado em Filosofia da Arte na UERJ. É produtor cultural há mais de 10 anos. Dentre suas produções estão os espetáculos “Acepipes”, de Charles Paraventi; “Então…Nany People Deu no que Deu”, com Nany People; “Deixa Solto”, de Fernando Ceylão; “Só Muda o Endereço”, de Bemvindo Sequeira; “Garotos”, de Afra Gomes e Leandro Goulart; e “Farnese de Saudade”, direção de Celina Sodré, com Vandré Silveira. No cinema destacam-se trabalhos na direção e produção dos filmes “Rua do Ouvidor”, “Cabeça de Touro”, “O Crime da Gávea”, “Pedaços” e “Do Velho Casarão ao Congo: uma história de resistência”; do projeto “Contraponto”, com direção de Aluisio Didier; e do programa “Vida Funcional”, dirigido por Márcio Garcia. Sócio-diretor da Bucker Produções Artísticas, atualmente também produz os espetáculos “Delírios da Madrugada”, com Zéu Britto; “O Julgamento de Sócrates”, de Ivan Fernandes, com Tonico Pereira; e “A Vinda do Messias”, de Timochenco Wehbi, direção de Isabel Cavalcanti, com Mariana Consoli.

Serviço
ÍCARO And The Black Stars
Data: 19 e 20 de outubro
Local: Teatro Sesi
Horários: Sábado, às 21h e Domingo, às 20h.

Valor dos Ingressos:
R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia-entrada)

Vendas: Komiketo da T-4 (St Serrinha) e www.ciadeingressos.com

Informações: 3269-0800

Gênero: musical
Classificação etária: 12 anos
Duração: 90 minutos