Silenciosa, a varicocele, uma dilatação anormal das veias presentes nos testículos, é diagnosticada quase sempre quando o casal vive o drama de uma gravidez que não ocorre. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia, a doença atinge uma média geral de 15% da população masculina adulta. Afetando 40% dos cerca de 8 milhões de homens que apresentam alguma dificuldade para engravidar suas parceiras, o problema é a causa tratável mais comum de infertilidade para o gênero.

De acordo com o médico urologista Fernando Leão, membro da American Urological Association (AUA) e da Society of Robotic Surgery, ambas dos Estados Unidos, e da Société Internationale d’Urologie (SIU), do Canadá, a grande maioria dos casos de varicocele é assintomática, ou seja, não apresenta sintomas, o que torna ainda mais necessária a atuação de um especialista na identificação da doença. Ele explica que o problema atinge com mais frequência homens mais jovens, entre 15 e 25 anos.

“É um problema silencioso e, por isso, é importante fazer exames a partir dos 12 anos, quando a doença já pode ocorrer, para identificar possíveis anomalias”, afirma o urologista, que ainda destaca alguns sintomas que podem aparecer com a doença, como a sensação maior de peso no escroto, dor testicular intermitente, um enovelamento das veias no escroto ou aumento do volume escrotal.

Cirurgia

Apesar do alto risco, nem todos os homens que têm varicocele terão problema de infertilidade. Em cerca de 60% dos casos, os portadores não apresentam nenhuma alteração da capacidade de fertilidade. Não são todos os casos que exigem intervenção cirúrgica. “A cirurgia é necessária quando há baixa produção de espermatozóides, diminuição do hormônio testosterona, diminuição dos testículos e dor testicular contínua”, esclarece Fernando Leão. “Os demais casos devem ser monitorados com auxílio médico”, completa o especialista. O diagnóstico da doença é feito por meio de exame físico local e, confirmando a doença, as avaliações de fertilidade e hormonal serão necessárias. Segundo o médico, apesar de não ser possível a prevenção, a rápida identificação da doença contribui para diminuir o potencial de infertilidade.

Ainda conforme o médico, a maior incidência da varicocele ocorre na veia testicular esquerda, ocorrendo entre 80% e 95% dos casos. Bilateralmente, em 25% e 45%. Raramente acontece somente no lado direito.

 

SAIBA MAIS: Infertilidade

Culturalmente, o peso da responsabilidade pela fertilidade do casal costuma recair sobre as mulheres, porém, isso não passa de um mito. De acordo com dados da segundo Dados da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida, das causas de infertilidade entre casais, 35% são relacionadas a fatores femininos, 35% a fatores masculinos, 20% caracterizadas pela infertilidade combinada do casal e, ainda, em 10% dos casos não é possível identificar a razão.