Em transmissão ao vivo direto da Argentina na terça-feira, 29, a Volkswagen iniciou a estratégia de lançamento do Taos, com as primeiras imagens do modelo, ainda que camuflado, e parte do conteúdo que se pode esperar do carro. A estreia sem disfarces do SUV está marcada para 13 de outubro, a produção será iniciada no primeiro semestre do ano que vem e o lançamento ao mercado somente no segundo semestre de 2021.

O novo SUV, primeiro a ser a produzido na fábrica de Pacheco, Argentina, chegará para completar a gama de utilitários esportivos da marca, sendo posicionado entre o T-Cross e o Tiguan AllSpace. Para a operação a Volkswagen investiu US$ 650 milhões na unidade de Pacheco, onde também é produzida a picape Amarok. O aporte reformulou a fábrica para receber a plataforma MQB, sobre a qual o novo SUV foi desenvolvido. O Taos será a peça ofensiva da fabricante para rivalizar com o Jeep Compass, um dos modelos mais vendidos na categoria, com participação perto de 10% do total de licenciamentos até agosto.

De acordo com a fabricante, 70% da produção do Taos será exportada, enquanto os outros 30% para abastecer o mercado argentino. Por enquanto a marca confirma apenas o motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque associado a câmbio automático de seis marchas. O modelo também ofertará generoso pacote de segurança ativa, como piloto automático adaptativo, assistente de frenagem de emergência e alerta de tráfego cruzado na dianteira, traseira e lateral. Nos campos da conectividade e do entretenimento, trará o VW Play em tela de 10 polegadas.